19 de dez de 2009

sinto as pernas bambearem por algumas horas.
a carne treme intensamente. a cabeça pensa em tudo ao mesmo tempo.
não estou em mim.
não sou eu mesma.
talvez seja uma outra menina,
uma outra alma solitária encostada na minha.

ainda estou deitada olhando pro teto
o mesmo teto de sempre.

i'm a assassin and i had a job to do.

12 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Tetos são sempre iguais.
Em todos os lugares.

Little dreamer disse...

Menina...q foto é essa?! =O
ta PERFEITA!

esse post ta tudao! *-*

D i c a disse...

Somos totais desconhecidas, ás vezes.
Vivo me estranhando.

''Tay' disse...

Ée dificil de entender a nós mesmas, as vezes me estranho, mas logo passa.

Pequena Poetiza disse...

coisas.. momentos... que nos fazem ficar assim
estranhas a nós mesmos
sentindo...

adorei a foto nova

beijos

Anna Flávia disse...

O teto é o mesmo, já nós...

E tenho que concordar com o que a menina ali de cima disse sobre a foto. Tá muito ótima.

Emerson Souza disse...

Espero eu em 2010 vc´s duas se entendam melhor.
Bjus.

renata carneiro disse...

os tetos são sempre os mesmo, o que muda é o ângulo que a gente olha!

p.s: adorei o layout novo! uma graça!

beijos...

Nasca disse...

a mesma menina, o mesmo teto, com outros olhos :*

meia boca disse...

mesma coisas são chatas, bom é imaginar outros olhares.

devaneadora disse...

A coisas que não podemos explicar e por mais que nos conhecemos intimamente á momentos de estrenheza total do nosso ser... Gostei do blog.

Luana Rabelo disse...

Me segui aqui bjo