30 de dez de 2009

eu não quero nem saber.
preciso não saber e me escondo.
vou entrar nas ilhas desconhecidas como
uma criança fugitiva.
ninguém me verá.
então, desaparecerei.