1 de set de 2009

Todos os dias acordo e sento na cama e antes de pensar sobre qualquer coisa eu alinho minha coluna e sinto cada pedaço, cada vértebra se movimentando, cada pedaço do meu corpo acordando...Talvez seja porque dormir seja um tipo de morte diária. Morre-se todo dia pra nascer no outro. Nunca achei fácil ter nascido e morrer deve ser bom demais pra quem vai, porque pra quem fica, já sei, não é. Já, já considerei a possibilidade de ir, mas sempre desisti porque sempre penso em quem fica. Mas queria mesmo era falar de outra coisa. Eu prometi nunca na minha vida escrever um blog contando as coisas da minha vida, mas eu não consigo. Eu sempre crio, escrevo e depois ele vai embora. A necessidade de escrever acaba. E depois recomeça. Como agora. Minhas agendas dos últimos dois anos estão limpas. Limpas, porque eu não preciso escrever pra mim. A necessidade é expandir aquilo tudo que passa na minha cabeça durante as 24 horas de cada dia. Talvez eu esteja errada mais uma vez. E cansei de estar errada. De estar certa. De saber algumas coisas. Tem dias que acordo querendo não saber de nada. De só dormir, mas não posso. Dormir não ajuda a crescer. Dormir não ajuda a pagar as contas. Dormir não ajuda a amar. Não ajuda a evoluir. Dormir só ajuda a fugir das responsabilidades dessa vida. Escrever sim, me ajuda a crescer, mesmo que eu não queira mais. Crescer é dolorido, eu sei. E acontece quando a gente menos espera. Que nem o amor. A gente fica eufórico durante uns dias, mas depois os olhos se abrem e a gente percebe que é tudo muito maior. E isso acontece nas piores horas. E acontece agora. Mesmo sem a gente desejar. Mesmo que a gente só queria dormir.

7 comentários:

Kuriozza disse...

Também penso assim, com relação ao Blog. Minhas agendas também andam vazias. É bom compartilhar palavras, sentimentos, e isso você faz muito bem. A gente sempre cresce um pouquinho com as suas palavras =)

Maria Fernanda disse...

Eu gosto desse aliviar.

Lucas Lima disse...

bom é se fazer o que se quer, rs, escrevendo sobre ti, sobre os que te apetecem (sólidos ou abstratos, rsrs).
Bons Dias

Morganna disse...

own. que coisa mais linda, di. +_+
<3

ERICK MOURA disse...

adorei seu texto, adoro o fato de ser seu seguidor, e poder vir aqui para ver o que voce pensa...
muito bom..
bj.

OBS: tem texto novo la no blog

Izabela Fardim disse...

Tens razão ao querer expandir-se.
E nos libertar disso, faz bem.

Priscila Rôde disse...

Me sinto igualzinha, juro! ;)