23 de ago de 2009

Tem uma menina, sabe? Que em dias de muito frio acorda cansada da vida, cansada de carregar tantas cicatrizes no ventre (é lá que as cicatrizes dos amores antigos aparecem nessa menina) Uns amores tão perdidos hoje dentro dela, mas que já foram coisas quentes e aconchegantes, apesar de doloridos. (sempre assim) E é essa dor que essa menina se nega a carregar de novo por dentro, porque essa dor é mais pesada e mais viva que qualquer cicatriz e sangra nos dias frios.

6 comentários:

Talita Prates disse...

Haverá ventre sem cicatrizes?
-
Conheço outra menina assim...

Bjo. Boa semana. :)

Priscila Rôde disse...

"..porque essa dor é mais pesada e mais viva que qualquer cicatriz
e sangra nos dias frios. "

Me encontrei.. ;)

Madame Morte disse...

Amores são volúveis.E se tornam dor.Que também é volúvel, assim como amor, uma hora termina.Mesmo mancando, talvez dê pra colher os frutos de cada semente.Mesmo que sejam sementes podres.



Preciso passar por aqui mais vezes.É um dos poucos lugares onde consigo encontrar tanta ternura e sinceridade, onde palavras tão simples e tão doces podem pesar como chumbo e marcar como lâminas.

Davi disse...

Esse intimismo tem tanto poder de comoção. Suas palavras co-movem!
E é bom estar em movimento, sempre.
Talvez os comentários acima tenham esquecido de agradecer por essa parcela de seu real-lirismo, mas vamos corrigir antes que publique o proximo texto: OBRIGADO!

ERICK MOURA disse...

ADOREI ESSE BLOG...
MUITO BOM OS TEXTOS...
VOCE PASSA REALMENTE OQUE VOCE ESTA SENTINDO...
VOU PASSAR A SER UM SEGUIDOR.

SE QUISER DAR UMA PASSADA NO MEU BLOG.FIQUE AVONTADE :]

VOU VIRAR SEGUIDOR DO SEU
:D BJ

Renatim Pirei disse...

adoro dias frios.