2 de jun de 2009

Sabe que ultimamente tenho acordado com uma estranha leveza sob a pele e acho que tudo é resultado do exercício de tentar viver calmamente dia por dia. era só aquietar o juizo, tentar sentir o que cada dia me proporciona. e você me acha estranha por conseguir ser feliz ao lavar as roupas e os pratos sujos na pia. Eu sou, fazer o quê? mas sou mais estranha quando acorda dengosa, desejando abrir os olhos e já te ter do lado pra sentir o teu cheiro mais perto. Andei ensaiando textos que eu quero te falar quando te olhar nos olhos, mas sei que quando isso acontecer só vou conseguir sorrir e te abraçar como há tempos eu desejo. E você me perguntou se eu tenho medo. Eu digo bem baixinho que tenho sim, mas digo baixo pro meu coração não ouvir e me fazer desistir. medo eu tenho, mas é tarde demais pra pensar nisso. Eu tenho muito mais é coragem pra amar.

6 comentários:

eu, vanessa. disse...

Horas e horas ensaiando dizeres bonitos, até complexos, que expliquem, um pouco que seja, a confusão que é o sentimento, que é o amor aqui dentro...

E tudo que sai é um sorriso e um abraço apertado. E basta.

Ah, como pode ser simples o amor!


Beijo
:*

Maria Fernanda disse...

Que declaração mais linda!
Que teu coração não te ousse, não... E esse amor, não seja mais motivos para medos.

Livre Pub disse...

Eu nunca digo o que eu pensava antes... É sempre outra coisa que sai, e até mais bonito do que fora pensado. Às vezes pode ser só um sorriso ou um abraço. Alguém não disse que isso vale mais que mil palavras?

Lu disse...

Gostei: "E você me perguntou se eu tenho medo.
Eu digo bem baixinho que tenho sim,
mas digo baixo pro meu coração não ouvir e me fazer desistir".
Em geral, é bem isso mesmo né?! O medo nos faz desistir e nos impulsiona cada vez mais pra baixo.
Adoro seus escritos menina!

Beijos.

a primeira estrela disse...

aah,amor,incrivel como até hoje todos escrevem sobre amor,amar é a coisa mais bela que existe nessa vida.O amor cura :*

Niña disse...

Sim! Coragem, coragem... o medo se esconde nestes momentos, pq sentir medo fica em segundo plano quando um sentimento maior nos invade.

Bjinhos Diana...