30 de mai de 2009

Eu sempre acho que o amor vai nos matar. Vai esperar o momento do sono cansado pra enfiar aquele punhal gelado em nossas carnes quentes. (que carnes quentes, meu amor!)

7 comentários:

Bela disse...

E talvez ele nos mate mesmo, mas também os resssuscita. Ah, o amor e seus mistérios...
Bjos.

Davi disse...

morrer de amor deve ser bom, pena que aqueles que assim morreram nao podem nos confirmar tal hipótese!

'aquele punhal gelado'.

abraços!!!

vanessaromão disse...

E a gente sempre morre, dramaticamente falando.

Beijo
:*

Ni ... disse...

Se for pra morrer...
Que seja de amor...!

Cristina Santos disse...

sentir o amor que mata
é como sentir a vida em sua plena essencia...
Viver cada segundo e querer sempre morrer de novo...

a primeira estrela disse...

amor não mata não,amor cura,o que mata não é o amor não agente que faz as escolhas erradas :/ amor é fundamental :3

Pequena Poetiza disse...

é um tipo de morte que vale a pena o risco.

beijos