24 de set de 2008

tive uma vontade incontrolável de te sorrir grande e dizer que queria mesmo era te segurar pra nunca mais soltar. que dessa vez eu queria que fosse. ora! que apenas fosse, porque há tempo não é mais. eu queria ser. só ser já seria muito mais reconfortante. e seria pra transbordar aquelas borboletas todas do mundo que estão prestes a acordar aqui dentro. tive uma vontade imensar de dizer: - vamos?